Indicadores Macroeconômicos

Aprenda a interpretar o noticiário e perceba o que ele afeta em seus investimentos!

Já parou pra perceber como aparecem diversos termos nos noticiários e na internet e tentamos entender, mas não sabemos o que eles significam. A ideia hoje é tentar clarear um pouco seu conhecimento de indicadores macroeconômicos e como eles afetam seu bolso no dia-a-dia.

  • Inflação: por definição a Inflação refere-se a um aumento contínuo e generalizado dos preços em uma economia. Relacionando ela com o consumo da economia podemos dizer que Quando o consumo se aquece e não há oferta suficiente, o índice de inflação apresenta uma variação positiva.
  • Taxa de Juros: todas as vezes que o Copom alterar a Selic, as operações de crédito às pessoas física e jurídica sofrem um ajuste na mesma direção que a taxa foi ajustada.
  • Câmbio: A taxa de câmbio é uma relação entre moedas de dois países que resulta no preço de uma delas medido em relação à outra. Empresas exportadoras a queda no dólar torna seus produtos ofertados no exterior mais caro, diminuindo a competitividade. Para empresas importadoras a apreciação do real torna o custo de produção menor, aumentando a lucratividade. Na tabela abaixo conseguimos visualizar melhor:


  • PIB (Produto Interno Bruto): É a soma de todos os bens e serviços produzidos no país durante o período de 1 ano. As projeções do PIB afetam diretamente a expectativa futura do consumo por bens e serviços (lembra-se da confiança do investido?).
  • Commodities: produtos em estado bruto. A expectativa do preço futura afeta as projeções de custo e as projeções de faturamento de grandes empresas.

Conhecendo estes termos podemos analisar como um setor pode ser afetado por variações dos indicadores macroeconômicos. Abaixo estou expondo alguns setores e relacionando suas conseqüências:

Lembre-se que acionista é parte da empresa!
Lembre-se que acionista é parte da empresa!
  • Petróleo: qualquer atividade produtiva tem, em sua estrutura de custos, a influencia do petróleo. Para consumidores internos o aumento do preço do petróleo gera forte alteração nos custos.
  • Siderurgia e mineração: commodities metálicas, sensível a valorização cambial. Mineração depende da siderúrgica.
  • Energia: não há necessidade de grandes investimentos. Boa pagadora de dividendos.

Grande parte deste conteúdo foi deduzido dos livros Avaliando Empresas, Investindo em Ações (Debastiani) e Introdução a Economia (Mankiw). Recomendo a leitura de ambos, o primeiro versa especificamente sobre análise fundamentalista e o segundo é um livro inicial do curso de bacharel em ciências econômicas.

Caso queira debater alguma ideia do post ou ficou alguma dúvida entre em contato conosco, pode ser por aqui, pelo Facebook (nossa página  ou grupo) ou pelo Instagram.

Bons estudos e bons investimentos!

Ficou alguma dúvida? Entre em contato conosco!   

Já recebeu nossa planilha exclusiva para controlar seu orçamento?

Hoje colocarei em pauta o lado mais cientifico das finanças e comportamento humano. Espero com isto atingir quem tem interesse em aprofundar o conhecimento de como os acontecimentos globais e tendências de mercado afetam seu bolso para entender como economistas tentam prever o futuro.